Eficiência. Esta é uma palavra simples de escrever e de conceituar, mas bastante difícil de ser alcançada. Quem conhece melhor essa dificuldade são os gestores logísticos, que diariamente procuram formas de planejar e aumentar a eficiência dos processos da cadeia logística. A seguir, listamos os princípios da logística que devem ser seguidos para a eficiência ser alcançada e as empresas poderem conquistar melhores resultados. Confira:

1 – Visão

O gestor torna a logística de sua empresa muito mais eficiente quando passa a ter uma visão geral sobre recursos, atividades e processos. Com essa visão, ele pode entender, por exemplo, como as áreas estão se relacionando, como cada atividade está sendo realizada e quais são os papeis dos membros da equipe. Isto permite a identificação de gargalos e também a sua eliminação, antes que gerem impactos negativos na cadeia.

2 – Liderança

A eficiência dos processos logísticos depende do papel da liderança. Se o gestor cumprir bem o seu papel, delegando tarefas, otimizando a cadeia e monitorando os resultados através de indicadores, então ele conseguirá atingir os objetivos traçados e melhorar os resultados da empresa. Por outro lado, se o gestor não cumprir suas obrigações, colocará em risco a cadeia logística e os resultados do negócio.

3 – Comunicação

A boa comunicação entre os players é fundamental para eles conhecerem as peculiaridades da cadeia logística e também os detalhes de todos os processos. Falhas nessa comunicação podem resultar em erros nas etapas (como expedição ou entrega incorretas de mercadorias), que aumentam os prazos de entrega, alavancam os custos dos processos e afetam negativamente a experiência dos clientes.

4 – Organização

Equipes ágeis geralmente trabalham em ambientes organizados. Isso porque, quanto mais sistematizado um armazém é, menos erros são cometidos e mais rápido ocorrem todos os outros processos. Isto acaba aumentando a produtividade da equipe e reduzindo o tempo em que as entregas levam para serem feitas. Portanto, a eficiência da logística também emerge da organização.

5 – Envolvimento das pessoas

Para ser eficiente, a logística depende dos seus recursos humanos. Afinal, são eles que estarão na linha de frente e que realizarão todas as atividades e processos, tanto de transporte quanto de armazenagem. A empresa precisa, portanto, envolver todos da sua equipe nos processos, de modo que eles se sintam motivados e estimulados a contribuir para o aperfeiçoamento da cadeia logística.

6 – Simplicidade

O registro de dados e a conferência de mercadorias, quando realizados de forma manual, tornam o trabalho da equipe muito mais difícil. E isto faz com que seus membros percam boa parte de seu tempo e não se concentrem em tarefas mais importantes. Certas tecnologias e métodos de trabalho dispensam boa parte dos registros manuais, tornando o trabalho da equipe muito mais simples de ser executado.

7 – Sustentabilidade

Ações sustentáveis não só minimizam os impactos que a cadeia logística causa ao meio ambiente como também reduzem custos e melhoram a reputação da empresa no mercado. Simples ações, como evitar o desperdício de materiais e roteirizar os percursos utilizados pelos veículos – para consumirem menos combustível-, já contribuem para a economia de recursos, que podem ser utilizados para aumentar a eficiência dos processos.

8 – Valor

Não basta apenas entregar uma carga. Processos logísticos eficientes e bem estruturados também satisfazem os clientes por meio da entrega contínua de valor, para que seus negócios sejam beneficiados. E para entregar valor, os players da cadeia devem evitar quaisquer erros e atrasos. Apenas uma falha já é suficiente para o valor entregue ao cliente ser reduzido e sua experiência impactada.

9 – Melhoria contínua

O princípio da melhoria contínua contribui diretamente para o aumento da competitividade da empresa no mercado. Isso porque, ao identificar preventivamente erros nos processos e procurar melhorá-los, a empresa consegue tornar a sua logística muito mais eficiente. Mas para gerar resultados, a melhoria deve ser, de fato, contínua e ininterrupta. Não adianta procurar melhorar os processos uma vez ao mês ou ao ano.

É importante lembrarmos que, para a implementação de alguns desses princípios ser bem-sucedida, é fundamental contar com o apoio de uma consultoria logística especializada. Seus consultores poderão ajudar os gestores a otimizarem as atividades gerenciais e os processos operacionais, além de assegurarem o seguimento de todos esses princípios para que a logística da empresa se torne, de fato, eficiente.

E então, pronto para seguir todos esses princípios? Aproveite para entrar em contato conosco e saber como podemos ajudá-lo nesta empreitada. Se tiver ficado com alguma dúvida ou quiser nos contar suas experiências, aproveite o campo de comentários logo abaixo! Quer ter uma opinião sobre a sua logística? Entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

0

7 Comentário

Junilson santos de Jesus

agosto 8, 2017

Bacana

Responder

Osmar Vinci Filho

agosto 9, 2017

Obrigado Junilson

Responder

Edmilson Souza

junho 11, 2018

Boa tarde! Muito bom, simples e objetivo. Em algumas empresas que atuei, a expedição era sempre o maior gargalo, algumas por falta de planejamento, outras por falta de visão dos coordenadores.

Responder

Osmar Vinci Filho

junho 13, 2018

Obrigado, Abraços.

Responder

Tiago Garcia

junho 11, 2018

Muito bem elaborado, muito didático esse artigo. Parabéns.. Vou utilizar nos meus estudos..

Responder

Osmar Vinci Filho

junho 13, 2018

Obrigado, abraços.

Responder

JOSELITA DE SOUZA MELO

junho 15, 2018

Princípios que podem ser perfeitamente adaptados à outras áreas de uma empresa além da Logística. Muito bom.

Responder

Deixe uma resposta