Projeto Logístico, Transportes,

A terceirização da frota como forma de redução de custos em tempos de crise

A crise econômica se instalou de vez no Brasil. Tanto consumidores quanto empresários já estão buscando alternativas para reduzir seus custos e tentar suportar seus efeitos. Nesse momento, é importante pensar em soluções que otimizem as operações e racionalizem as atividades da empresa. A solução, nesse caso, pode estar justamente nas propriedades e ativos. Você sabe, exatamente, quais são seus recursos indispensáveis e quais são aqueles que podem, sim, ser enxugados? E qual seria a melhor forma de se fazer esse enxugamento?

Crise e oportunidade

Inicialmente, é preciso destacar que a crise não é apenas um momento de dificuldades econômicas; ela pode também ser um período muito fértil, em que você perceberá quais são os gastos realmente necessários de sua empresa e poderá aprimorar com isso suas capacidades e conquistar novos clientes para o seu negócio.

No momento de crise, os gestores da empresa olharão com mais cuidado à estrutura de custos da empresa e, com base na conjuntura do mercado e no conhecimento de suas competências específicas, terão elementos mais claros para definir os setores que não são tão essenciais. Esta é uma consequência da crise que pode trazer ganhos à sua companhia!

A terceirização da frota de veículos

Um dos custos que podem ser enxugados em momentos de crise é a frota de veículos da empresa. E a forma mais adequada de reduzir os custos desta frota é com sua terceirização.

Com a terceirização da frota de veículos, a empresa se desfaz dos seus próprios carros e contrata uma empresa especializada neste tipo de trabalho. Essa atitude pode trazer dois ganhos importantes.

O primeiro deles é a capitalização rápida para a empresa: veículos têm elevada liquidez no mercado, podem ser vendidos e revertidos em recursos econômicos que, em momentos difíceis, podem ser decisivos para a sobrevivência.

O segundo dos ganhos é que, com a terceirização, a frota pode ser mantida, operacionalmente falando, e ainda ser administrada de forma mais racional, ágil e com menores custos de manutenção para a empresa.

Menos gastos operacionais

Como visto, a terceirização da frota pode capitalizar a empresa mas também pode reduzir os gastos operacionais, tais como depreciação e pagamento de impostos do veículo. No Brasil, essa redução pode ser significativa, pois os carros ainda são tidos como patrimônio da empresa: dos 5 milhões de veículos registrados em nome de pessoas jurídicas, somente 300.000 deles pertencem a empresas que operam frotas corporativas, ou seja, menos de 10% do total de carros estão cumprindo essa função de forma especializada.

As empresas que fazem a gestão de frota possuem ganhos em escala, a partir da compra de grandes volumes de veículos. Esse ganho de escala pode garantir até 30% de economia. O mesmo ocorre em relação aos custos com peças e serviços especializados. Outra economia se dá com o fim do pagamento, por parte da empresa, do IPVA e com a possibilidade de oferecer o carro a funcionários, como benefícios por produtividade, por exemplo.

Os benefícios abertos pela terceirização, embora se tornem mais evidentes em tempos de crise, podem permanecer rendendo frutos para a empresa mesmo após o período difícil passar.

Voce tem frota própria e não está satisfeito com os custos atuais? Entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

0