Armazenagem, Logística Interna, Projeto Logístico,

Como a curva ABC pode ajudá-lo no controle de estoque?

Diariamente, as empresas passam por diversos desafios, mas um dos maiores é o controle de estoques. Uma boa gestão de estoques pode trazer ótimos resultados para uma empresa, já que diminui os custos de armazenagem, evita que as mercadorias fiquem paradas no depósito e permite uma melhor logística interna. Uma das ferramentas utilizadas para isso é a curva ABC. Já ouviu falar nessa metodologia? E sabe como a curva ABC pode ajudá-lo no controle de estoque? É o que pretendo explicar nesse post. Veja a seguir:

O que é a curva ABC?

Com a utilização da curva ABC, criada pelo economista italiano Vilfredo Pareto, é possível identificar que 80% das consequências são originadas por 20% das causas e esta regra também é conhecida como 80/20. Esta teoria, entre outras interpretações, permite concluir que 80% dos problemas são causados por 20% dos fatores. A maioria dos seus problemas está relacionada a poucos fatores, o que facilita a resolução deles. Mas por que o nome ABC?

O teorema ABC pode ser utilizado em diferentes áreas, fazendo a análise entre causa e consequência, logo sua utilização também é indicada na administração de cadeia de valores com ênfase na logística, pois como os problemas ocorrem em diversas áreas, a identificação deles no setor de logística pode auxiliar na melhor organização no longo prazo.

Cálculo e interpretação do ABC

Para a administração de estoques, a utilização da curva ABC poderá auxiliar na identificação dos produtos de maior movimentação ou ainda de maior saída. Assim, de forma genérica, o ABC utiliza a seguinte classificação:

  •          Classe A: 20% dos itens representam 80% do valor do estoque de mercadorias;
  •          Classe B: 30% dos itens representam 15% do valor do estoque de mercadorias;
  •          Classe C: 50% dos itens representam 5% do valor do estoque de mercadorias.

Assim, na gestão de estoques, pode-se concluir que uma pequena parte dos produtos é a grande responsável por boa parte do faturamento. Na sua empresa, você poderá fazer isso utilizando um software de gestão ou uma planilha do Excel. Liste seus produtos, coloque o valor unitário de cada um, quantidade total e também o valor total.

Para a gestão da cadeia de suprimentos, poderá ser utilizado um determinado período, como uma semana, um mês ou um semestre. Posteriormente, deverá ser calculada a participação de cada produto no total de suas vendas e isso pode ser feito com a divisão do valor total de produtos pelas vendas da loja. Agora, você poderá conhecer os produtos que mais são vendidos, ou seja, que mais saem do seu estoque, separando-os de acordo com o a metodologia ABC.

Para terminar a análise é preciso criar a curva ABC. A sua tabela de produtos deverá ser organizada por percentual de vendas, do maior para o menor. Depois, é só somar os produtos que estão no topo da lista até atingir 80% (Classe A) e assim por diante para conhecer a classe B e C.

Utilização do ABC no gerenciamento de estoques

Depois que você conhecer as faixas de produtos que mais contribuem dentro do seu resultado, esses dados podem ser utilizados, por exemplo, para evitar erros como o estoque insuficiente de produtos que vendem um grande número de unidades ou ainda que você fique com muitos produtos que quase não saem no seu negócio.

Entenda que os produtos que estão classificados na parte A da curva não poderão faltar, então irão exigir um controle de estoque e pedidos com maior regularidade, sendo que sua reposição deve ser planejada com certa antecedência, já que a saída é bastante rápida.

Os produtos na classe B, por sua vez, podem ser entendidos como intermediários no seu negócio e deverão ter um controle de estoque moderado, pois têm uma saída mais lenta que os produtos da classe A.

Por fim, os produtos da classe C têm uma saída bem menor que das outras duas classes, ou seja, você não precisará investir tanto na gestão destes estoques. Porém, fique de olho já que são produtos que tendem a ficar encalhados na sua empresa. Procure uma política de incentivo a estes produtos ou até mesmo pense em cortar estes produtos de seu catálogo de vendas.

A utilização da metodologia ABC para gestão de estoques permite entender e classificar os produtos que saem mais e aqueles que ficam mais tempo em seu estoque, evitando perdas com produtos parados e custos de estocagem. E você já utiliza esta metodologia? Comente suas experiências!

A sua tabela de produtos deverá ser organizada por percentual de vendas, do maior para o menor. Depois, é só somar os produtos que estão no topo da lista até atingir 80% (Classe A) e assim por diante para conhecer a classe B e C.

Utilização do ABC no gerenciamento de estoques

Depois que você conhecer as faixas de produtos que mais contribuem dentro do seu resultado, esses dados podem ser utilizados, por exemplo, para evitar erros como o estoque insuficiente de produtos que vendem um grande número de unidades ou ainda que você fique com muitos produtos que quase não saem no seu negócio.

Entenda que os produtos que estão classificados na parte A da curva não poderão faltar, então irão exigir um controle de estoque e pedidos com maior regularidade, sendo que sua reposição deve ser planejada com certa antecedência, já que a saída é bastante rápida.

Os produtos na classe B, por sua vez, podem ser entendidos como intermediários no seu negócio e deverão ter um controle de estoque moderado, pois têm uma saída mais lenta que os produtos da classe A.

Por fim, os produtos da classe C têm uma saída bem menor que das outras duas classes, ou seja, você não precisará investir tanto na gestão destes estoques. Porém, fique de olho já que são produtos que tendem a ficar encalhados na sua empresa. Procure uma política de incentivo a estes produtos ou até mesmo pense em cortar estes produtos de seu catálogo de vendas.

A utilização da metodologia ABC para gestão de estoques permite entender e classificar os produtos que saem mais e aqueles que ficam mais tempo em seu estoque, evitando perdas com produtos parados e custos de estocagem.

E você já utiliza esta metodologia? Quer conhecer melhor esta ferramenta? Entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

 

1

Deixe uma resposta