Armazenagem, Dicas, Logística Interna, Projeto Logístico, Transportes,

Como garantir a segurança no uso dos maquinários

Quem trabalha em armazéns sabe o quão importante é o papel que máquinas como empilhadeiras, rebocadores e transpaleteiras desempenham nas operações logísticas. O fato é que elas são indispensáveis para a realização de muitas atividades, como na carga e descarga de mercadorias pesadas e na movimentação delas pelo armazém, por exemplo. Mas se utilizadas incorretamente, podem gerar mais prejuízos do que benefícios.

Quando os operadores não seguem práticas de segurança na hora de utilizarem essas máquinas, eles colocam em risco não somente a produtividade do armazém, como também a sua própria vida. Devido à relevância desse assunto, decidimos listar no post de hoje algumas atitudes que você deve tomar para assegurar o bom uso dos maquinários no seu armazém e evitar possíveis acidentes. Veja quais são elas:

5 dicas para garantir a segurança no uso dos maquinários

1 – Limite o acesso às máquinas

A nossa primeira dica está diretamente relacionada ao acesso dos operadores às máquinas. Para evitar que qualquer indivíduo ligue uma determinada máquina ou que um operador cujo treinamento esteja atrasado a manobre pelo armazém, os gestores podem implantar um sistema de controle de acesso. Este controle exige que o operador faça um login e confirme a sua identidade antes de ligar o maquinário.

2 – Obrigue a realização de inspeções de segurança

Em muitas empresas, os operadores assinam formulários em papel para reconhecer que eles avaliaram o estado das máquinas antes de utilizá-las. Mas estes formulários não oferecem recursos suficientes para os gestores verificarem se os operadores avaliaram os maquinários de fato. Ele podem assinar o formulário sem verificar o estado da máquina e, ainda assim, ligá-la e utilizá-la, correndo o risco de sofrer um acidente.

Para eliminar essa negligência, os gestores podem implantar dispositivos nas máquinas que obrigam os operadores a realizarem uma inspeção completa nelas. Os maquinários só poderão ser ligados quando todos os seus componentes forem devidamente testados. Esses dispositivos também enviam relatórios em tempo real para os gestores, para que eles acompanhem os processos de inspeção de todas as máquinas.

3 – Monitore as ações dos operadores

Algumas máquinas são equipadas com uma tecnologia que detecta e registra os impactos que elas sofreram durante as operações. Isso permite que os gestores tenham conhecimento dos acidentes que uma máquina sofreu e saibam quem estava a conduzindo. Assim, eles podem conversar com o operador e treiná-lo adequadamente para que acidentes, por mais simples que sejam, não voltem a se repetir.

4 – Organize o layout do armazém

Muitas vezes, os acidentes com maquinários não são resultados da negligência ou da falta de treinamento dos colaboradores, mas sim do layout do armazém. É por isso que os gestores devem ter bastante cuidado ao planejarem e organizarem o layout, para que ele proporcione a maior segurança possível. Abaixo, listamos alguns fatores que põem em risco a segurança das operações com maquinários:

  • Trânsito inadequado de pessoas e maquinários;
  • Cargas a serem armazenadas posicionadas em locais com grande fluxo de movimentação;
  • Piso do armazém desgastado e com buracos;
  • Iluminação inapropriada nos corredores e áreas de carga e descarga;
  • Sinalização ineficaz nas áreas operacionais.

5 – Treine a equipe constantemente

Por mais que o operador saiba pilotar máquinas há bastante tempo, é importante que ele passe por treinamentos constantes. Isso porque sempre há novidades na área de segurança no trabalho. Nesses treinamentos, ele podem aprender, por exemplo, um novo modo de pilotar com segurança perto de outros colaboradores ou como desviar de obstáculos enquanto carrega uma carga frágil dentro do armazém.

Esses treinamentos também sensibilizam os colaboradores e os estimulam a mudar o seu comportamento em relação ao uso dos maquinários. Quanto aos operadores recém-contratados, é importante que os gestores criem programas de capacitação específicos para ajudá-los a entender as medidas de segurança, o layout do armazém, seu fluxo de movimentação e os tipos de mercadorias que serão transportadas.

Conclusão

Ao seguir todas essas dicas, temos certeza de que você conseguirá garantir a segurança na utilização dos maquinários no seu armazém. É importante lembrarmos que, para gerar resultados, a cultura de segurança deve ser aplicada diariamente por toda a equipe. Para garantir essa aplicação, os gestores precisam utilizar tecnologias, melhorar o processo de pickng no armazém, acompanhar as ações dos operadores e treiná-los constantemente. Dessa forma, os acidentes serão evitados.

E então, o que está esperando para colocar todas as nossas dicas em prática e garantir a segurança no uso dos maquinários no seu armazém? Tem alguma outra que queira compartilhar com a gente? Deixe um comentário! Quer uma análise sem compromisso, entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

1

2 Comentários

Marluce

julho 12, 2018

Adorei as considerações no Blog, sobre segurança de maquinários, sou operadora de empilhadeira mas no meu atual emprego, sou responsável por um entreposto, com rotina de atividade marítima. Inventário de materiais de consumo e armazenamento, disposição do espaço, mas meus imediatos nunca trabalharam com guarda de materiais nem movimentação com máquinas. Estou num longo percurso para adequar o armazém com passagens de pedestres, faixas zebradas nas rampas, cones, faixas e etc.

Responder

Osmar Vinci Filho

julho 12, 2018

Marluce, obrigado. Um abraço.

Responder

Deixe uma resposta