O contêiner é considerado o sistema mais avançado de acondicionamento de carga. Nos dias atuais, o transporte internacional de cargas é realizado basicamente através do transporte de contêiner. É um tipo de unitização de mercadorias que proporciona segurança e maior produtividade com as operações de manuseio, carga, descarga e de armazenamento, pois possibilita a sua movimentação de forma mecanizada.

A unitização refere-se à transformação de mercadorias em uma única unidade com dimensões maiores e padronizadas. No transporte de carga internacional, o contêiner é considerado uma unidade de carga independente. São regulamentados por convenção internacional e seguem o padrão ISO (International Standard Organization) para contêiner de carga.

Todos os diferentes modais de transporte e distribuição (marítimo, ferroviário, rodoviário terrestre e aéreo) possuem dispositivos que possibilitam uma completa integração dos contêineres com estes sistemas de transporte, possibilitando a movimentação direta da carga unitizada nos contêineres de origem com o transporte de destino. O próprio contêiner é considerado um equipamento de transporte, assim projetado para facilitar a transferência e ser parte integrante destas unidades de transporte.

O transporte de contêiner, quando escolher?
O embarque de produtos em contêineres oferece vantagens inquestionáveis, porém exige todo um processo administrativo que deve ser seguido rigorosamente de acordo com a legislação. O operador logístico é o profissional responsável por auxiliar o cliente nestas questões.

Embora a grande maioria dos contêineres seja classificada como dry van ou carga seca, não existe uma regra única quanto aos produtos transportados. Isto depende de uma avaliação prévia das mercadorias e sua adequação e viabilidade econômica de utilização deste tipo de transporte.

Esta análise leva em consideração algumas variáveis como custos de manuseio em todas as operações durante a movimentação da carga, valores de seguro, entre outros comparativos. E cada uma destas variáveis tem ainda outras peculiaridades que devem ser consideradas. Por exemplo, existem modalidades de cargas (FCL – Full Container Load e LCL – Less Container Load) e formas de transportes que irão influenciar nos valores de seguro e eventuais pagamentos de sinistros.

O profissional de logística tem o conhecimento necessário para decidir se o uso de contêineres possui a melhor relação custo x benefício para o transporte e armazenamento de sua carga. Sua decisão busca a agilidade dos processos e a garantia na redução dos custos com a logística.

Com o contêiner desembaraçado,  deve ser realizado o  agendamento previamente junto a Autoridade Portuária antes do transporte seguir para os terminais. Só assim são definidos os terminais e as cotas de capacidade de recepção dos veículos, por tempo e capacidade operacional. O objetivo destas normas é reduzir o congestionamento nas rodovias de acesso ao complexo, evitando que os veículos permaneçam parados por muito tempo devido a problemas no carregamento. Algumas transportadoras idôneas são credenciadas através de Ato Declaratório pela Receita Federal para o transporte de contêiner  e neste caso voce pode contar com o transporte qualificado e com a grande experiência no porto Santos da Apoio Logística (Grupo Enar).

O operador logístico possui o conhecimento do setor necessário para escolher e qualificar estes transportadores e controlar o seu desempenho dentro dos padrões exigidos para este tipo de transporte.
Melhoria do comércio exterior: o porto de Santos entre os top 5 em segurança de contêineres

Apesar da onda nacionalista de alguns países, a globalização dos mercados mundiais é uma realidade crescente, sem chances de retrocesso. E o Brasil tem aumentado o seu comércio exterior ao longo dos anos, tanto no setor de comércio quanto da indústria.

Assim, seus clientes e fornecedores estão cada vez mais espalhados pelos mercados do mundo todo, tornando a melhoria dos processos de logística uma questão ainda mais importante.

Zonas portuárias do mundo todo movimentam mais de 300 milhões de toneladas de mercadorias por ano, e a utilização de contêineres para o transporte internacional de cargas tem aumentado ano a ano durante as últimas décadas. O Complexo Portuário de Santos, o principal do país, é responsável pelo embarque ou desembarque de aproximadamente 60% (em valores) do comércio internacional do Estado de São Paulo.

O Porto de Santos é o principal complexo com a maior movimentação de contêineres da América Latina, ficando na 38º posição no mundo, de acordo com o ranking americano Top 50 Word Container Ports. O volume movimentado em 2014 foi de 3,68 milhões TEU (Twenty-foot Equivalent Unit).

Além disto, a Alfândega do Porto de Santos possui referência internacional em segurança de contêineres, classificada entre as cinco melhores em questão de medidas de segurança, de acordo com o programa americano Container Security Initiative (CSI).

A Receita Federal tem firmado parcerias com o setor privado na área aduaneira com o objetivo de agilizar os trâmites administrativos relacionados com o comercio exterior. Parte desta estratégia é identificar e contornar os obstáculos nestes processos, reduzindo os custos desnecessários na sua execução e diminuindo o tempo de despacho na aduana para a liberação de mercadorias. A aceleração destes processos aumenta a competitividade do país.

Gostou de saber um pouco mais sobre a oitimização no transporte de contêineres? Entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

0