Armazenagem, Logística Interna, Projeto Logístico,

Por que o processo de picking pode aumentar o seus custos?

O setor de logística exige o acompanhamento em todas as etapas para que a carga chegue até o destino com menor custo e maior eficiência. Em muitas situações, a responsabilidade é transferida para os transportadores e parceiros, por conta da falta de conhecimento do processo logístico como um todo.

Em linhas gerais, esse processo se inicia no armazém, havendo a necessidade de organização, preparação e separação da mercadoria que será transportada. É aí que entra processo de picking onde esta atividade é indispensável nas operações, pois pode representar de 30% a 40% do custo de mão-de-obra. Conheça o que é o picking e a importância de planejá-lo bem.

O que é picking

O picking ou order picking é a técnica de logística em que há a separação e preparação de pedidos. Basicamente, é a atividade responsável pela separação de determinados produtos no armazém, passando pela organização – que ocorre de acordo com a quantidade, categoria e facilidade de saída, entre outros critérios que se adequam ao cotidiano do armazém.

Para a prática adequada do picking, é preciso levar em consideração alguns pontos. São eles:

  • Recebimento de mercadorias;

  • Armazenagem de acordo com as necessidades;

  • Recolha de produtos conforme as encomendas dos clientes;

  • Preparação dos produtos para expedição.

A importância do picking nas operações

A prática contribui sensivelmente para a diminuição do tempo de ciclo da encomenda, que nada mais é do que o intervalo de tempo entre o recebimento das mercadorias e a entrega ao cliente. Pode-se evidenciar que a maior parte do tempo gasto pela logística, muitas vezes, ocorre durante a movimentação para a coleta e a acomodação dos produtos na linha de picking.

Aumentar a velocidade do picking é um objetivo indispensável para garantir a boa produtividade de um sistema de separação de pedidos. Basicamente, a forma como o picking é planejado está associado com o tempo de movimentação, o que desencadeia em uma redução de custos operacionais e maior agilidade no sistema.

Como adequar o picking

Independente do tamanho do armazém, o volume do estoque e os tipos de produtos armazenados, é importante ter um fluxo de informações eficiente, focando nos seguintes pontos:

Prioridade aos produtos com maior giro

O primeiro passo é conhecer todos os tipos de produtos no armazém e atribuir a eles classificações do tipo A, B e C, em que os A são os que mais têm saída e C os com menos. Segundo a Lei de Pareto, 20% dos produtos representam 80% das movimentações de um armazém. Esse percentual precisa estar condicionado em pontos de mais fácil acesso. Dessa forma, os produtos podem ser retirados e repostos com maior agilidade.

Sistema eficiente de localização de produtos

A localização rápida pode ser feita com um sistema que priorize a procura dos produtos, acelerando a atividade de separação dos artigos.

Não fazer a contagem detalhada de produtos durante a separação

A contagem de produtos no momento da separação é responsável pelo aumento do ciclo do pedido. O ideal é agrupá-los em caixas, pacotes ou packs contendo quantidades significativas.

Avalie os processos

Avalie constantemente o modelo adotado, a fim de identificar janelas e ociosidade que possam ocorrer no processo. As análises servem para encontrar soluções para entraves, sendo indispensáveis por aumentar a produtividade – o que também evita problemas nas entregas dos produtos. Terceirizar a sua logística para um operador logístico com grande experiência pode ser uma boa forma de reduzir os seus custos logísticos totais.

Gostou do post e quer saber mais sobre o ramo de logística? Não deixe de acompanhar nossas postagens e conheça mais a respeito da nossa proposta! Quer ouvir a nossa proposta? Entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

1

Deixe uma resposta