Você sabe como gerenciar o seu estoque e quais são os benefícios originários desse ato? Muitas vezes, o empresário deixa a gestão em segundo plano, podendo ter prejuízos. No entanto, por meio da gestão do estoque, é possível fazer previsões, melhorar os processos e identificar qual é o estoque de segurança – ou seja, a quantidade mínima de cada produto para que o cliente seja atendido rapidamente e o empreendedor não tenha custos elevados. No entanto, há muitos outros motivos pelos quais o gerenciamento do estoque é importante.

O que é gerenciamento de estoque?

A gestão do estoque é uma ação obrigatória em qualquer empresa e, como afirmado, pode trazer diversas vantagens. Por meio dessa técnica, por exemplo, é possível entender a quantidade mínima de estoque para cada produto, prever demandas, sazonalidades e otimizar o processo de funcionamento do setor, encontrando produtos mais rapidamente. Além disso, esse sistema auxilia o departamento de compras a adquirir somente as mercadorias e matérias-primas necessárias, o que implica em redução de custos.

Nesse cenário, o ato de gerenciar o estoque não pode mais ser feito apenas nos moldes tradicionais. Com a complexidade das comunicações nas empresas e a existência de multicanais, sistemas informatizados e constantemente atualizados são fundamentais para evitar os erros mais comuns na gestão de estoque, que são a execução ruim e a tomada de decisão errônea.

Fluxo de informações no Centro de Distribuição

Para entender exatamente como funciona o gerenciamento do estoque, é necessário abordar o fluxo de informações no Centro de Distribuição (CD). Nesse sentido, é importante destacar que informações erradas ou desatualizadas resultam no chamado inventário fantasma. Ou seja, o inventário indica que há uma determinada quantidade de produtos estocados, mas o total de mercadorias efetivamente armazenadas é menor.

Essa situação ocorre devido à digitalização imprópria na saída de produtos. Em outras palavras, os caixas economizam tempo inserindo diversos itens em uma mesma Unidade de Manutenção de Estoque, ocasionando o baixo estoque. Este é apenas um exemplo de como as informações são importantes em um processo de gestão de estoque. Afinal de contas, o problema aparece na prateleira do varejo, afetando diretamente o consumidor.

Então, como solucionar esse problema? A dica é adotar um sistema adequado para gerenciar o estoque. Por meio de um software adequado e atualizado, os gestores têm a oportunidade de monitorar diversos elementos do processo de gestão do estoque (como pedidos, embarques, erros de previsão, posição do estoque, etc), identificando problemas antes que eles aconteçam.

No entanto, também é necessário adotar outras ações para reduzir esse problema. Uma das possibilidades é priorizar as situações que requerem ações emergenciais, evitando que elas ocorram novamente. Por exemplo, imagine que o inverno está começando e a temperatura vai baixar muito no Sul do país. Nesse cenário, o gestor de um CD na região é informado de que o estoque de aquecedores está baixo. Como haverá um aumento da demanda por esse produto devido ao clima, essa deve ser uma prioridade, já que a empresa perderá negócios se não tiver o aquecedor a pronta entrega.

Além disso, uma ação mais abrangente é adotar o sistema dos 3 Ps, que permitirá a gestão do estoque na prateleira.

3 Ps: como funciona

O sistema 3 Ps é bastante simples e consiste em personalizar, priorizar e prevenir. Essa estratégia deve ser adotada junto com sistemas tecnológicos. Assim, os 3 Ps funcionam da seguinte forma:

Personalizar

Insira um alerta no software a respeito do elemento que deseja identificar. Isso deve ser feito com base nos possíveis riscos identificados pelo próprio gestor, sendo que esse reconhecimento é feito usando regras do negócio e elementos OSA (On Shelf Availability, ou disponibilidade na prateleira). Assim, são atribuídos grupos de itens e lojas para o conjunto de regras e os algoritmos do sistema fazem o processamento dos dados.

Priorizar

Nessa etapa, são definidos os colaboradores da empresa que terão acesso ao alerta. Assim, as decisões podem ser tomadas mais rapidamente e os problemas resolvidos ainda no CD, evitando passar para a loja.

Prevenir

A última etapa tem o objetivo de identificar a raiz dos problemas e reduzir as exceções no futuro. Uma das questões a ser verificada, por exemplo, é o tempo que se demora para solucionar um problema com OSA.

Vantagens de gerenciar o estoque

O gerenciamento do estoque traz diversos benefícios à empresa. Veja quais são:

  • Utilização do capital de giro de maneira adequada, já que não há gastos desnecessários com o armazenamento de mercadorias.
  • Menos atrasos para fornecer componentes e outros materiais.
  • Suprimento da demanda conforme a necessidade.
  • Impedimento de desvios de materiais e produtos.
  • Menos obsolescência nas mercadorias, já que é possível identificar os produtos que estão há mais tempo no estoque e vendê-los antes de ficarem obsoletos.
  • Adequação às cotas de fornecimento.
  • Liberação de espaços produtivos, porque o local destinado ao estoque pode ser menor.
  • Identificação dos produtos com pouco giro, traçando estratégias para eles.
  • Entendimento sobre como o estoque impacta nos resultados financeiros da empresa.
  • Desenvolvimento de estratégias para o atendimento ao cliente e o capital de giro.

Assim, você pôde entender que gerenciar o estoque é uma ação que trará benefícios para a sua empresa e para as finanças do seu negócio. Caso você ainda tenha alguma dúvida, deixe seu comentário no post! Por favor, entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com.br

2

4 Comentário

Jacqueline Lira

agosto 19, 2017

Adorei o conteúdo,bem explicativo.
Muito bom mesmo.

Responder

Osmar Vinci Filho

agosto 29, 2017

Jacqueline, obrigado. Um abraço.

Responder

Tudo o que você precisa saber sobre armazenagem blocada | Portal Painel Logístico

novembro 30, 2017

[…] A automatização traz economia de espaço e isenção de contaminações na matéria-prima, possibilitando ao transformador eliminar desperdícios de varredura e paradas de máquina por erro ou falta de alimentação. Também reduz os riscos de acidentes com pessoal, que podem ser frequentes durante a movimentação de empilhadeiras e manuseios de material e facilita o gerenciamento de seu estoque. […]

Responder

Carlos Sousa

maio 31, 2018

Adorei o conteúdo, vou filtrar algumas coisa para aplicar na empresa onde trabalho.

Responder

Deixe uma resposta