Armazenagem, Projeto Logístico, Transportes,

Entenda como o cross docking pode reduzir consideravelmente o custo logístico

Em tempos de crise, cortar gastos e promover a economia dentro de uma empresa é essencial para a sobrevivência no mercado de trabalho – cada vez mais concorrido e impiedoso. Uma das primeiras áreas a ser analisada no momento da redução de custos é o setor logístico. Afinal de contas, devido à complexidade do processo, as várias fases envolvidas no segmento acabam dando a impressão de que algo sempre pode melhorar.

Uma das estratégias utilizadas com sucesso é o sistema de cross docking, que vem conquistando adeptos e proporcionando bons resultados financeiros e administrativos às empresas do ramo. Entenda mais o que é o cross docking, saiba quais são suas vantagens e o que pode significar para a sua empresa. Confira agora mesmo!

O que é cross docking?

cross docking pode ser definido como o sistema de distribuição, que visa acelerar o fluxo de mercadorias do recebimento à expedição, através de limitação do tempo de estocagem, que se possível, deverá ser nulo, ou seja, quando a mercadoria é recebida em determinado centro de distribuição, em vez de ser estocada,  é repassada para os procedimentos de separação, embalada e preparada para o carregamento de entrega. O processo é extremamente rápido e proporciona agilidade nas operações de distribuição e entrega de mercadorias. É claro, quando realizado por operadores logísticos reconhecidos no mercado por sua qualidade e eficiência.

Quais são as vantagens deste sistema?

A aplicação do cross docking busca reduzir ou eliminar algumas das atividades mais custosas do processo logístico, a estocagem e o picking, portanto, a economia proporcionada pelo sistema é notável. Além disso, pelo fato de a mercadoria não ser enviada para o estoque, a redução de necessidades de estocagem, tais como custos com mão de obra, espaço de alocação, entre outros, é reduzido drasticamente. O aumento da velocidade de fluxo de produtos, a redução dos danos a mercadorias por menor manuseio, de papéis associados ao processamento de estoque, de furtos e compressão dos produtos e de obsolescência também são significativos. O cross-docking permite ainda, que, as empresas consigam atender os prazos e necessidades específicas de certos clientes quando o tempo for um fator determinante.

Investir no cross docking ou terceirizar o serviço?

É claro, se o sistema for bem planejado e implantado, a redução de investimento em estoque e, o consequente aumento de fluxo das mercadorias proporcionará, não só redução de custos, mas também, a satisfação do cliente e a expansão nos negócios. No entanto, é preciso analisar se os custos com a implantação do cross docking realmente serão satisfatórios para sua empresa, pois, do contrário, a terceirização pode ser a melhor saída. Saber interpretar e compreender as necessidades de sua empresa são apenas os primeiros passos deste importante processo.

Quando o sistema de distribuição por cross docking estiver operando a pleno vapor, não pense que seu trabalho deve parar por aí, pelo contrário, busque sempre novas alternativas de reduzir os custos e agilizar o processo de fluxo de mercadorias, pois só assim você conseguirá usufruir de forma contínua dos benefícios de seu negócio.

Gostou de saber um pouco mais sobre o cross-docking? Entre em contato comigo agora 11 95475-6564 ou osmar.vinci@grupoenar.com (revisado).

3

2 Comentário

Pedro Romão

novembro 19, 2018

A explicação é excelente, acho apenas que faltou uma exemplo prático de como isso funciona em alguma empresa.

Mas está de parabéns pelo artigo.

Responder

Osmar Vinci Filho

novembro 30, 2018

Pedro, muito obrigado pelas suas palavra.
O objetivo dos meus artigos é despertar a curiosidade da pessoas em conhecer os meus serviços. Quando os clientes entram em contato comigo eu os convido para conhecer na nossa empresa como isto funciona na prática.
Um abraço, Osmar

Responder

Deixe uma resposta